Estudo revela que fitness é o maior esporte do mundo e continua a crescer

Fitness é o maior esporte do mundo

Segundo Kris Mayo, diretor associado da Nielsen, a pesquisa Consumer Fitness Global Les Mills (2013) ouviu 4.600 pessoas em 13 países e revelou que 27% dos ouvidos do total de adultos frequentam centros de fitness ou academias de ginástica, e que 61% dos que praticam atividades físicas regularmente fazem algum tipo de ginástica. Esse ranking eleva o patamar das atividades de fitness, incluindo caminhada, esportes coletivos, bicicleta, corrida ou natação.” A maior oportunidade para a indústria fitness é aumentar o número de pessoas que praticam algum tipo de atividade na academia. 69% dos entrevistados que não são assíduos nessas atividades disseram que consideram fazê-las um dia.

 

Enquanto o estudo mostra dados otimistas para a indústria de fitness, em 2013 o relatório IHRSA Health Club Consumer mostrou um cenário diferente. Um dos pontos citados no estudo diz que o crescimento está estável e que o setor está em fase de transição, passando de uma indústria em crescimento para uma indústria madura.

Phillip Mills, CEO da Les Mills International, sugeriu que os dados levantados nas duas pesquisas não parecem estar alinhados. “Quando você analisa a metodologia e a cobertura do mercado, o relatório da IHRSA cobre os Estados Unidos e deixou de incorporar não alunos como usuários casuais, que podem representar um percentual elevado de usuários que não dão retorno em rendimentos, ou o impacto criado por novos formatos, como CrossFit e estúdios de bike indoor.”

“O relatório da Nielsen leva em conta apenas adultos acima de 18 anos como praticantes assíduos de exercícios, ou que têm algum interesse em atividade físicas, nos principais mercados globais de fitness, incluindo os Estados Unidos, 10 países da Europa, o Brasil e a Austrália.”

Unindo os dados dos dois relatórios, Mills disse que conclusões interessantes podem ser tiradas: “a revelação de que tipos de ginástica são atividades mais populares do que qualquer outra atividade de fitness presente na imensa gama de opções. Nem todos os praticantes regulares de exercícios são alunos de ginástica, mas cabe a nós convertê-los, uma vez que eles já fazem algum tipo de atividade nas academias.”

Pode ser que não seja uma tarefa tão fácil como diz o estudo da IHRSA, que mostrou que a indústria de academias está estagnada. Mills disse que “concorda com Stephen Tharrett do Club Intel e co-autor do relatório, quando ele disse que para as academias terem sucesso elas precisam inovar. Nós paramos no tempo com o modelo tradicional das academias. Como previu em 2008 o relatório Futuro do Fitness Nielsen/Les Mills, a geração Millennials (pessoas com menos de 30 anos) olham para o modelo tradicional de academias como algo que remete à geração de seus pais. Nosso produto e nossos pacotes não estão conversando com esse mercado. Eu acho que incluí-los é a chave para atrair as pessoas que já fazem atividades de ginástica nas academias, ajudando a estimular o crescimento da indústria.”

A pesquisa Nielsen: Consumer Global Fitness Les Mills de 2013 revelou:

Fitness é o maior esporte do mundo” – 61% das pessoas que praticam exercício regularmente  fazem algum tipo de ginástica com frequência;

Dos que não fazem ginástica, 69% deles disseram que consideram fazê-la;

Jovens consumidores, com idades entre 18 a 29, preferem fazer ginástica. 76% desse grupo faz ginástica e 15% dos Millennials são mais engajados na prática de fitness do que a população adulta;

Ginástica inclui aulas com música, grupo de treinamento indoor, ioga, pilates, dança, fazer exercícios com personal training, musculação, o uso de aparelhos que ajudam a diminuir peso e aumentam a atividade cardíaca e boxe;

39% das pessoas que se exercitam regularmente querem emagrecer, melhorar a saúde e manter uma boa aparência física. 22% deles não têm interesse em qualquer exercício;

Pessoas que se exercitam com frequência e outras que não têm esse hábito querem manter o peso e a saúde em dia. 31% deles são usuários negligentes;

27% do total de adultos fazem ginástica e fitness ou frequentam academias.

Artigo original: http://w3.lesmills.com/in-your-club/west-coast/en/news/fitness-is-the-world%E2%80%99s-biggest-sport/

 

 

Muito agito e novidades com a Body Systems na Fitness Brasil 2014!


 

Estamos nos preparando para mais uma participação neste mega evento de Fitness! Aulas, cursos e encontros com profissionais vão agitar os dias de feira!

 

O Time Body Systems presente mais um ano na Fitness Brasil, esperando você para:

Curso “Ginástica Coletiva: Como se tornar professor referência” 

Com Robinson Kennedy, Marcia Angeli e Evandro Siqueira, o curso mostra o caminho para atender as reais necessidades de seus alunos e formar uma turma fiel, gerando grandes resultados para sua carreira! Você pode se inscrever clicando aqui e participar!


Aulas: SH’BAM e Power Jump irão agitar a programação do Workout Fitness Show!

Horários: SH’BAM – 19 de abril – 13h30 (apenas para inscritos no curso)
Power Jump – 20 de abril – 16h30 (ABERTO AO PÚBLICO!!!)


Estação Vida: Mais um ano de muita energia das aulas Les Mills e Power Jump!

Uma programação completa de aulas abertas ao público! Clique aqui e confira a programação!


 

Power Jump Challenge

Um momento de desafio para professores e alunos que são verdadeiros #sanguelaranja! Valendo vagas na gravação do mix 41, roupas Tribe Shop e a oportunidade de estar ao lado do Time BS na aula do Workout!

Acesse os links: Veja o regulamento | Inscreva-se


 

SH'BAM Top Rock

Um desafio para 20 professores licenciados mostrarem todo seu "brilho" no SH'BAM! O vencedor sobe ao palco na aula do Workout e leva roupas da Tribe Shop para casa!

Saiba mais: Regulamento | Inscrições


Nos vemos lá!

Mais informações sobre o evento: http://www.fitnessbrasil.com.br/santos/o-evento

 
 
 

Importância do Power Jump é destaque na mídia

Aulas de Power Jump podem auxiliar na prevenção de varizes

O Portal da Educação Física destaca a importância da prática do Power Jump para prevenir e tratar as varizes. A doença faz com que as veias se dilatem e percam sua função. Assim, praticar o Power Jump ajuda a intensificar o retorno venoso, como explica o treinador PRO e coreógrafo do Power Jump Robinson Kennedy.

“Quanto mais atividade física e esforço essa pessoa fizer com as pernas, melhor vai ser o retorno venoso. As veias são lubrificadas com o sangue e sofrem ação muscular para retornar para o coração”, disse.

A matéria explica ainda que o fator genético, a idade, a obesidade e os hormônios femininos são alguns dos responsáveis pelo aparecimento das varizes. Com isso, ao fortalecer a panturrilha, parte responsável por 70% do retorno venoso ao coração, com a prática do Power Jump auxilia no combate aos problemas vasculares.

O Portal ressalta também que, além de prevenir o aparecimento de novas varizes, a prática do Power Jump garante a saúde do tornozelo, joelho e quadril porque não causa impacto nas articulações. Caso o aluno já tenha varizes, está liberado para praticar o Power Jump.

Confira as datas dos próximos Treinamentos Iniciais

Treinamentos Iniciais

image

image

Dê aula dos programas de ginástica mais praticados no mundo!